O álcool poderá relaxar o músculo cardíaco, retardando os batimentos cardíacos e reduzindo a pressão arterial. Embora o consumo moderado de álcool possa ajudar a prevenir a doença das artérias coronárias, o consumo excessivo quando se tem uma doença cardíaca poderá aumentar a frequência cardíaca e a pressão arterial e o abuso de álcool a longo prazo pode causar miocardiopatia.

O seu médico ou enfermeiro especialista em insuficiência cardíaca poderão aconselhá-lo relativamente à quantidade de álcool que pode beber. Em geral, recomenda-se que não exceda mais de uma ou duas bebidas alcoólicas por dia (uma dose de bebida corresponde a um copo de cerveja ou vinho ou a uma bebida misturada com apenas uma medida de álcool). Se apresentar sintomas graves, poderá ser aconselhado a evitar totalmente o consumo de álcool.

Não se esqueça de que as bebidas alcoólicas devem ser incluídas na quantidade de líquidos permitida diariamente.

Voltar à secção Ajustar a sua alimentação