Atualizado e melhorado

Seguir a alimentação nas férias

Poderá não ser possível seguir completamente a sua alimentação normal quando estiver a viajar ou de férias, especialmente no estrangeiro. Uma mudança a curto prazo na alimentação não deverá afetar muito o seu estado de saúde, desde que faça escolhas sensatas e que continue a ter cuidado com a ingestão diária de sal. Por exemplo, tente evitar sopas, molhos, preparados de carne e queijos com um elevado teor de sal e limitar o consumo de álcool.

É claro que pode levar determinados alimentos consigo nas viagens, se for apropriado e se o fizer sentir-se mais confortável. Se pretender levar alimentos para o estrangeiro, recomenda-se que confirme o que passa ou não na alfândega, contactando a companhia aérea com a qual vai viajar ou contactando uma agência de viagens conceituada.

Se viajar para um país muito quente, tenha em atenção que o calor poderá causar pressão adicional no corpo, fazendo com que se canse mais rapidamente ou tenha mais sede que o habitual. Se alterar a quantidade de líquidos que ingere ou os diuréticos, certifique-se de que controla os sintomas e procure ajuda profissional se não souber o que fazer.

Para obter mais informações sobre como ter uma «alimentação saudável para o coração», clique aqui.

Voltar à secção Viajar

UMA VIAGEM ANIMADA ATRAVÉS DA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Um conjunto de nove animações simples e interessantes que explicam o que é a insuficiência cardíaca e o seu tratamento

Estas animações narradas explicam como funciona um coração saudável, o que acontece em caso de insuficiência cardíaca e como atuam os vários tratamentos para melhorar a sua saúde

FERRAMENTAS ÚTEIS

Clique para imprimir estas ferramentas que o irão ajudar a monitorizar a sua insuficiência cardíaca

VÍDEOS DE PACIENTES E PRESTADORES DE CUIDADOS

Nesta secção pode ver, ouvir e ler entrevistas em Inglês com outras pessoas com insuficiência cardíaca e com os seus prestadores de cuidados.

VISITE A NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK

e compartilhe suas próprias opiniões e experiências com outros pacientes, familiares e cuidadores.

Voltar ao início