Atualizado e melhorado

Depressão e ansiedade

Em pessoas com insuficiência cardíaca, a depressão e a ansiedade são condições comuns. Uma em cada cinco pessoas com insuficiência cardíaca apresenta sintomas de depressão ligeiros a moderados e um grupo mais pequeno apresenta sintomas de depressão mais graves. A depressão é mais comum nas pessoas com sintomas de insuficiência cardíaca mais graves e limitações físicas. A sobreposição de sintomas de depressão e sintomas de insuficiência cardíaca torna muitas vezes o diagnóstico de depressão mais difícil o que, por vezes, pode atrasar o reconhecimento do diagnóstico. A depressão pode causar vários sintomas importantes, como baixa autoestima, sentimentos de desespero, impotência, dificuldades de concentração, ansiedade, irritação, fadiga e doenças físicas.

Sofrer de depressão pode tornar mais complicado o seguimento do tratamento médico recomendado e realizar o autocuidado. A ansiedade e a depressão também podem diminuir a qualidade de vida e levar à fadiga e à deterioração do estado funcional. Atualmente, não existe medicação ou psicoterapia específica que seja considerada eficaz para doentes com insuficiência cardíaca. A maioria dos fármacos antidepressivos, tais como os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS), parecem ser seguros em pessoas com insuficiência cardíaca. No entanto, a terapêutica cognitivo-comportamental, que é uma intervenção psicossocial que visa melhorar a saúde mental e auxiliar no desenvolvimento de estratégias pessoais de sucesso, demonstrou melhorar os resultados em doentes com insuficiência cardíaca.

Ser diagnosticado com insuficiência cardíaca significa frequentemente que são necessárias mudanças substanciais na vida e nas atividades diárias. Adaptar-se a essas mudanças pode ser um desafio e, às vezes, leva a emoções como ansiedade, stress e depressão. Apresentamos abaixo exemplos de algumas situações diferentes que podem causar reações emocionais quando sofre de insuficiência cardíaca:

  • Sentir-se preocupado que algo sério aconteça de repente
  • Ter a sensação de não ter controlo sobre como a doença cardíaca se irá desenvolver
  • Sentir-se stressado e ter dificuldade em descontrair
  • Sentir-se triste por ter uma condição cardíaca e estar limitado na sua capacidade física

Todas essas emoções são naturais e não é o único a senti-las. Alguns doentes sentem resistência e raiva em ter esses sentimentos mais difíceis e isso pode fazer com que experimentem os sentimentos de forma ainda mais forte. Aceitar as emoções em vez de tentar suprimi-las pode ser difícil, mas este é um primeiro passo necessário para ajudá-lo a gerir as emoções.

Ansiedade

Em pessoas com insuficiência cardíaca, a depressão e a ansiedade são condições comuns. A ansiedade é uma forma de medo, que tem como tarefa consciencializar-nos dos perigos e preparar-nos para procurar proteção. Isto é chamado de reação de “luta ou fuga”. Não é controlado pela sua própria vontade. Em situações em que o medo tem uma causa clara, por exemplo, medo de alturas, é fácil evitar o que causa o medo. Quando não há nada facilmente identificável que possa ser eliminado ou evitado, como ter um diagnóstico de insuficiência cardíaca crónica, enfrentar essa situação torna-se mais difícil.

Os sintomas mais comuns de ansiedade são dificuldade em respirar, tonturas, náuseas, dor de estômago, um nó no estômago ou um peso sobre o peito. Pode sentir o seu coração a bater mais depressa do que o habitual, bem como a transpirar, sentir frio no interior, secura na boca, necessidade de urinar ou sensação de formigueiro ou dormência nas mãos ou pés.

Poderá reparar que alguns dos sinais de depressão e ansiedade, como fadiga e falta de ar, são muito semelhantes aos sintomas de insuficiência cardíaca. Uma forma de diferenciar entre sintomas de depressão, ansiedade e insuficiência cardíaca é prestar atenção se os sintomas ocorrem em ligação com o esforço. Os sintomas de insuficiência cardíaca geralmente pioram com esforço físico e diminuem em repouso, enquanto os sintomas de depressão e ansiedade podem ocorrer independentemente de se mover ou não e, na verdade, podem melhorar após o esforço físico. É importante que converse sobre os seus sintomas de sofrimento mental com o seu médico assistente ou enfermeiro de insuficiência cardíaca.

Voltar a Outras condições médicas comuns e insuficiência cardíaca

UMA VIAGEM ANIMADA ATRAVÉS DA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Um conjunto de nove animações simples e interessantes que explicam o que é a insuficiência cardíaca e o seu tratamento

Estas animações narradas explicam como funciona um coração saudável, o que acontece em caso de insuficiência cardíaca e como atuam os vários tratamentos para melhorar a sua saúde

FERRAMENTAS ÚTEIS

Clique para imprimir estas ferramentas que o irão ajudar a monitorizar a sua insuficiência cardíaca

VÍDEOS DE PACIENTES E PRESTADORES DE CUIDADOS

Nesta secção pode ver, ouvir e ler entrevistas em Inglês com outras pessoas com insuficiência cardíaca e com os seus prestadores de cuidados.

VISITE A NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK

e compartilhe suas próprias opiniões e experiências com outros pacientes, familiares e cuidadores.

Voltar ao início