Atualizado e melhorado

Obesidade, anorexia

Sabe-se que o excesso de peso e a obesidade aumentam o risco de doenças cardiovasculares que podem levar a insuficiência cardíaca. Por isso, evitar o desenvolvimento de obesidade é uma recomendação amplamente difundida para a prevenção do desenvolvimento de insuficiência cardíaca. No entanto, o controlo do peso corporal em doentes com insuficiência cardíaca instalada é mais complicado do que a simples recomendação de perda de peso. Apresentamos aqui três motivos pelos quais não é claro se individualmente os doentes com insuficiência cardíaca devem perder peso ou se não precisam de perder peso.

  1. Com o aumento da idade, o impacto da obesidade no risco de mortalidade diminui. Por isso, na maioria dos doentes com insuficiência cardíaca, um peso corporal mais elevado não indica um maior risco de morte.
  2. Evidências científicas sólidas demonstraram que, entre doentes com insuficiência cardíaca instalada, a melhor (mais longa) sobrevivência é observada em doentes com excesso de peso moderado (IMC 25-30 kg/m2).
  3. A insuficiência cardíaca é agora entendida como uma doença complexa que não só tem consequências para o coração, mas também para todo o corpo (particularmente os músculos), incluindo alterações metabólicas.

Estas alterações metabólicas, que são processos químicos no interior das células do corpo, levam muitas vezes a uma perda de apetite (anorexia) e, consequentemente, a uma ingestão reduzida de alimentos. O metabolismo do organismo muda gradualmente como parte da síndrome da insuficiência cardíaca e alguns doentes em fase avançada podem perder peso de forma lenta mas constante. Se esta perda de peso não intencional ocorrer em doentes com insuficiência cardíaca, deve ser um sinal de aviso, uma vez que indica uma gravidade crescente da insuficiência cardíaca. A perda contínua de peso superior a 5% do peso corporal é designada por “caquexia cardíaca”, e está associada a um agravamento dos sintomas, a uma pior qualidade de vida e a um pior prognóstico. Quando se considera uma ingestão alimentar saudável, é importante uma nutrição equilibrada combinada com exercício físico regular.

As estratégias de redução do peso em doentes com insuficiência cardíaca devem ser cuidadosamente monitorizadas e devem ser consideradas individualmente. É importante salientar que o aumento de peso pode indicar um aumento da retenção de líquidos na insuficiência cardíaca e que os doentes, especialmente os que utilizam diuréticos, devem conversar sobre as alterações inesperadas do peso com o seu médico ou enfermeiro.

Voltar a Outras condições médicas comuns e insuficiência cardíaca

UMA VIAGEM ANIMADA ATRAVÉS DA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Um conjunto de nove animações simples e interessantes que explicam o que é a insuficiência cardíaca e o seu tratamento

Estas animações narradas explicam como funciona um coração saudável, o que acontece em caso de insuficiência cardíaca e como atuam os vários tratamentos para melhorar a sua saúde

FERRAMENTAS ÚTEIS

Clique para imprimir estas ferramentas que o irão ajudar a monitorizar a sua insuficiência cardíaca

VÍDEOS DE PACIENTES E PRESTADORES DE CUIDADOS

Nesta secção pode ver, ouvir e ler entrevistas em Inglês com outras pessoas com insuficiência cardíaca e com os seus prestadores de cuidados.

VISITE A NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK

e compartilhe suas próprias opiniões e experiências com outros pacientes, familiares e cuidadores.

Voltar ao início