Atualizado e melhorado

Função anormal da tiroide

A doença da tiroide é uma doença comum e também um fator de risco para o desenvolvimento ou agravamento da insuficiência cardíaca. A função anormal da glândula tiroide (localizada na parte da frente do pescoço) pode ser de dois tipos: pode produzir hormonas da tiroide de forma insuficiente ou excessiva. As hormonas da tiroide regulam o metabolismo celular e enviam uma mensagem às células, fazendo-as acelerar ou abrandar.
Os sintomas da tiroide hiperativa incluem batimentos cardíacos rápidos, intolerância ao calor e ao exercício, falta de ar ao esforço, aumento da transpiração, perda de peso e fraqueza profunda. Um excesso de hormona da tiroide exerce pressão sobre o músculo cardíaco, aumenta a função de bombeamento e causa frequentemente o distúrbio do ritmo cardíaco comum FA.

Em contrapartida, quando a glândula tiroide é hipoativa e produz muito pouca hormona, as características típicas são o ganho de peso, intolerância ao frio, frequência cardíaca lenta, função de bombeamento diminuída, fraqueza, um aumento no nível de colesterol que contribui para a doença arterial coronária.

Em caso de suspeita de doença da tiroide, o diagnóstico baseia-se num teste de rotina e numa análise das hormonas da tiroide no sangue. Por vezes, é necessário examinar a glândula tiroide utilizando uma técnica de imagiologia/varrimento para garantir que não é necessária nenhuma intervenção adicional. A correção da função da tiroide é essencial para proporcionar o tratamento ideal a doentes com insuficiência cardíaca coexistente. Em caso de produção excessiva (hipertiroidismo), é frequente o médico prescrever medicamentos que conseguem retardar a produção de hormonas da tiroide. Os betabloqueadores são especialmente úteis para controlar a frequência cardíaca quando é produzida uma quantidade excessiva de hormona da tiroide. Por outro lado, se a produção da tiroide for insuficiente (hipotiroidismo), os medicamentos são administrados para aumentar a quantidade de hormona da tiroide no sangue.

Certos medicamentos utilizados para regular o ritmo cardíaco para doentes com insuficiência cardíaca contêm uma quantidade significativa de iodo. Mais importante ainda, a amiodarona, que é vulgarmente utilizada para diversos tipos de distúrbios do ritmo, pode induzir vários tipos de mau funcionamento da tiroide que pode ser hiperativa ou hipoativa. Por isso, durante a utilização da amiodarona, é importante observar mudanças no peso, intolerância ao calor ou frio, palpitações ou agravamento da angina. Recomenda-se que a função da tiroide seja avaliada rotineiramente com uma análise sanguínea em doentes em tratamento de longo prazo com amiodarona. Se os níveis forem anormais, o seu médico terá de decidir se deve ou não interromper a terapêutica com amiodarona e recomendar outro medicamento para substituí-la, se necessário. A amiodarona também pode causar fotossensibilidade e uma descoloração característica da pele. Os distúrbios leves voltarão geralmente ao normal após a interrupção do tratamento com amiodarona.

Voltar a Outras condições médicas comuns e insuficiência cardíaca

UMA VIAGEM ANIMADA ATRAVÉS DA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Um conjunto de nove animações simples e interessantes que explicam o que é a insuficiência cardíaca e o seu tratamento

Estas animações narradas explicam como funciona um coração saudável, o que acontece em caso de insuficiência cardíaca e como atuam os vários tratamentos para melhorar a sua saúde

FERRAMENTAS ÚTEIS

Clique para imprimir estas ferramentas que o irão ajudar a monitorizar a sua insuficiência cardíaca

VÍDEOS DE PACIENTES E PRESTADORES DE CUIDADOS

Nesta secção pode ver, ouvir e ler entrevistas em Inglês com outras pessoas com insuficiência cardíaca e com os seus prestadores de cuidados.

VISITE A NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK

e compartilhe suas próprias opiniões e experiências com outros pacientes, familiares e cuidadores.

Voltar ao início