It is a good idea to take an up-to-date list of all your medicines with you when you go on holiday. Then, if you have an emergency and need to see a doctor, you can show your list to the doctor treating you. Keep this list readily available while on holiday.

It is also useful to have the work telephone number of your primary care physician / GP or cardiologist in case the local doctor would like to discuss your condition or needs more information.

It is highly recommended that you take out travel insurance, including health cover, when you travel any distance or go on holiday. When taking out the insurance, make sure that you are clear about what is covered by the policy with regard to medical treatment, and what you will need to do should you need emergency medical attention while away. Make a note of which phone numbers to call and policy numbers to quote.

For European Union citizens travelling in Europe, a European Health Insurance Card (EHIC) is available, which is very worthwhile getting. While the EHIC is not a substitute for insurance, it entitles European Union citizens to free or reduced-cost medical treatment while in a European Economic Area (EEA) country.

Over 60 million EU citizens are already carrying the card. Some countries are incorporating the European card on the reverse side of a national card and others are issuing separate cards. You can get your card from your local social security or sickness insurance office, or for more information visit the European Health Insurance Card website.

The EHIC is normally valid for three to five years and covers any medical treatment that becomes necessary during your trip, because of either illness or an accident. It also covers any treatment you need for a chronic condition such as heart failure. The card gives access to state-provided medical treatment only.

Return to Travel

 

É boa ideia levar consigo uma lista atualizada de todos os medicamentos sempre que for de férias. Assim, em caso de emergência e se tiver de consultar um médico, poderá mostrar a lista ao médico que irá tratá-lo. Mantenha a lista acessível durante as férias.

Também é útil ter o número de telefone do consultório do seu médico de clínica geral/médico de família ou cardiologista, caso o médico local pretenda contactá-lo para falar sobre a sua doença ou caso necessite de obter mais informações.

É altamente recomendável que faça um seguro de viagem, com cobertura em cuidados de saúde, quando viajar para qualquer distância ou quando for de férias. Ao fazer o seguro, certifique-se de que sabe exatamente quais são as coberturas da apólice relativamente a tratamento médico e o que tem de fazer, caso necessite de assistência médica de emergência enquanto estiver fora. Anote os números de telefone de contacto e os números da apólice relevantes.

Para cidadãos da União Europeia que viajem na Europa, está disponível o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), que é bastante vantajoso. Embora o CESD não substitua um seguro, concede aos cidadãos da União Europeia o direito a tratamento médico gratuito ou a custo reduzido nos países do Espaço Económico Europeu (EEE).

Mais de 60 milhões de cidadãos europeus já são portadores deste cartão. Alguns países estão a integrar o cartão Europeu no verso de um cartão nacional e noutros países emitem cartões separados. Pode obter o cartão no posto de atendimento local da segurança social ou na instituição de seguro de doença ou se pretender obter mais informações visite o website do Cartão Europeu de Seguro de Doença.

O CESD é normalmente válido durante três ou cinco anos e cobre qualquer tratamento médico necessário durante a sua viagem, por motivo de doença ou acidente. Também cobre qualquer tratamento necessário em caso de doença crónica, tal como a insuficiência cardíaca. O cartão concede acesso apenas a tratamento médico nos moldes do sistema de segurança social do país onde se encontra.

Voltar à secção Viajar