A insuficiência cardíaca não só causa sintomas físicos, que afetam o bem-estar, como também causa sentimentos e emoções como a ansiedade, revolta, tristeza e depressão.

Ao reconhecer que estas emoções são normais e fazem parte da adaptação à doença, poderá então adotar medidas positivas que o podem ajudar a sentir-se melhor. De facto, saber gerir os sentimentos é um aspeto importante na gestão da insuficiência cardíaca, em conjunto com a utilização de medicamentos eficazes e com a adoção de um estilo de vida saudável.

Esta secção analisa as várias emoções que pode sentir, como consequência da insuficiência cardíaca, e a melhor forma de lidar com essas emoções.

Clique nas ligações abaixo para obter mais informações.

Falar com os seus familiares ou prestador de cuidados sobre as suas emoções
Lidar com as suas emoções