Ter um cônjuge ou familiar com o diagnóstico de insuficiência cardíaca, pode ser confuso para si e para o seu ente querido. Os médicos ou enfermeiros poderão aconselhar o seu cônjuge ou familiar a fazer mudanças de estilo de vida e hábitos, como:

  • realizar exames e tratamentos e tomar muitos medicamentos diferentes
  • prestar mais atenção ao corpo
  • deixar de fumar
  • mudar a alimentação
  • adaptar as atividades, como praticar exercício físico regularmente, descansar com mais frequência e tentar reduzir o stress.

Estas mudanças podem ser difíceis e complicadas, porque normalmente requerem a interrupção de hábitos de longa data e fazem pensar em demasiados assuntos ao mesmo tempo. Mas a implementação destas mudanças pode ser facilitada com a ajuda e com o apoio dos familiares e amigos. Enquanto prestador de cuidados, desempenhará um papel fundamental nesta tarefa e é provável que tenha o maior impacto no sucesso do seu cônjuge ou familiar em cumprir o novo plano de estilo de vida e de tratamento. Contudo, também poderá ter de fazer mudanças no seu próprio estilo de vida e hábitos. Ao apoiar o seu cônjuge ou familiar, poderá ver reduzido o tempo que tem disponível para realizar as suas atividades habituais, como o seu emprego, passar tempo com os seus filhos ou netos e socializar.

Voltar à secção Compreender o seu papel