Devido ao facto de determinadas doenças pulmonares poderem apresentar sintomas semelhantes aos da insuficiência cardíaca, e porque a doença pulmonar pode coincidir com a insuficiência cardíaca, o seu médico poderá pedir-lhe para realizar provas de função pulmonar. As provas de função pulmonar avaliam o funcionamento dos pulmões. O exame principal é designado por spirometria. Avalia a quantidade e a rapidez com que o ar é movido para dentro e para fora dos pulmões.

Na maioria das provas da função pulmonar terá de usar um clipe nasal para garantir que não entra nem sai ar do nariz durante a prova. Ser-lhe-á pedido que respire para um aplicador bucal, ligado a uma máquina de registo (espirómetro). Receberá instruções sobre o que fazer, como respirar o mais fundo possível e expirar o mais rápido e com o máximo de força que conseguir.

A precisão das provas depende da sua capacidade de seguir todas as instruções. O técnico respiratório que realizar o exame poderá aconselhá-lo vivamente a inspirar profundamente durante algumas das provas, para obter os melhores resultados.

Poderá ter tosse ou sentir-se tonto após algumas provas, mas poderá descansar entre as mesmas. O exame poderá demorar entre 5 a 15 minutos, consoante a quantidade de testes a realizar.

Os resultados dos testes podem ajudar o seu médico a:

Voltar à secção Exames comuns para detetar a insuficiência cardíaca