© DIPEx (www.healthtalkonline.org)

Fez muito calor no verão de 2011, incluindo no mês de julho, e tinha falta de ar. Pensei que fosse por causa do calor. Há muitos anos que o meu marido estava doente, há cerca de 8 anos, e eu tomava conta dele e pensei que o meu mal-estar era causado por angústia. Mas, acordei no domingo de manhã e senti-me muito doente. Senti uma espécie de som de rachar (risos) como o triturar de sons de cristal (ruídos de trituração) e pensei que era estúpido, porque estava na cama e tinha tido uma boa noite de sono. Acordei e disse ao meu filho que gostaria de ir ao hospital ao departamento de Urgências, porque não me sentia bem. Ele pensou que era divertido porque não se vai ao hospital só por essa razão. Fomos ao hospital, e enquanto estava lá, tive uma paragem cardíaca. Nessa altura, pensei que a dor era apenas uma angina de peito, mas é claro que havia mais porque sentia um líquido nos pulmões. Vomitei um líquido espumoso e sangue que era o revestimento dos pulmões. Nessa altura, não compreendi muito bem o que se estava a passar, mas agora sei que era o edema que estava nos pulmões a encher de água. É uma sensação de se estar a afogar no próprio corpo, que é bastante assustadora.