Como funcionam?

Quando o coração não está a bombear tão bem como deveria, o organismo tenta compensar, produzindo adrenalina e noradrenalina, hormonas que fazem com que o coração bata mais depressa e aumentam a pressão arterial. Se este efeito for prolongado poderá ter efeitos nocivos no coração, que já está a fazer um esforço maior para funcionar eficazmente. Os bloqueadores beta ajudam o coração a bater mais devagar, reduzem a pressão arterial e protegem o coração dos efeitos nocivos da atividade prolongada da adrenalina e atividade da noradrenalina.

Os bloqueadores beta são uma parte importante da gestão da insuficiência cardíaca. No entanto, as pessoas com insuficiência cardíaca moderada ou grave poderão ter de começar com uma dose reduzida, que será aumentada lentamente. Isto porque pode ocorrer um agravamento temporário dos sintomas da insuficiência cardíaca nas primeiras semanas do tratamento com bloqueadores beta.

Quais são os benefícios esperados?

Os bloqueadores beta demonstraram reduzir os internamentos relacionados com a insuficiência cardíaca, prolongar a vida e melhorar a tolerância à prática de exercício físico e a qualidade de vida.

Efeitos secundários

Uma vez que os bloqueadores beta reduzem a frequência cardíaca, também poderão reduzir a tolerância à prática de exercício físico (capacidade de exercício). Isto significa que poderá não ser capaz de realizar atividades físicas vigorosas sem sentir fadiga. Este efeito é normalmente temporário e, depois, o seu médico poderá aumentar a dose lentamente.

Por vezes, os bloqueadores beta podem arrefecer as mãos e os pés.

Os bloqueadores beta poderão também asma agravar, pelo que deverá informar o seu médico se tiver asma.

Por vezes, pode ocorrer depressão com a terapêutica de bloqueadores beta. Deverá falar sobre quaisquer sintomas com o seu médico ou enfermeiro.

Principais sugestões

Inicialmente, os bloqueadores beta podem causar tonturas e fadiga, porque reduzem a pressão arterial. Os pacientes que iniciarem uma terapêutica com bloqueadores beta são aconselhados a «começar com pouco e ir devagar». Poderá demorar algumas semanas até que se sinta melhor depois de começar a tomar um bloqueador beta. Mas se continuar a sentir tonturas após esse período, contacte o seu médico ou enfermeiro para se certificar de que está a ser-lhe administrada a dose adequada.

É útil anotar o peso diariamente e comunicar ao seu médico ou enfermeiro quaisquer alterações significativas.

Se tiver pieira ou falta de ar, contacte o seu médico, pois poderá ter a ver com os sintomas da asma subjacente.

É importante que não deixe de tomar de repente os bloqueadores beta. Qualquer redução da dose ou interrupção do tratamento tem de ser discutida primeiro com o seu médico.

Também conhecido por:

  • Acebutolol
    (Sectral®, Prent®)
  • Atenolol
    (Atenix®, Tenormin®)
  • Bisoprolol
    (Soloc®, Vivacor®, Cardicor®, Emcor®, Concor®)
  • Carvedilol
    (Eucardic®, Coreg®)
  • Celiprolol
    (Celectol®)
  • Labetalol
    (Normodyne®, Trandate®, Normozyde®)
  • Metoprolol
    (Betaloc®, Betaloc SA®, Lopressor®, Lopressor LA®, Toprol XL®)
  • Nadolol
    (Corgard®)
  • Nebivolol
    (Nebilet®)
  • Oxprenolol
    (Trasicor®, Slow-Trasicor®)
  • Pindolol
    (Visken®)
  • Propanolol
    (Angilol®, Syprol®, Bedranol SR®, Beta Prograne®, Slo-Pro®, Inderal®, Half-Inderal LA®, Inderal-LA®)
  • Sotalol
    (Beta-Cardone®, Sotocor®)
  • Timolol
    (Betim®)
  • Combination products
    (Co-tenidone®, Kalten®, Tenoret®, Tenoretic®,  Viskaldix®, Prestim®, Beta-Adalat®, Tenif®)

Voltar à secção Medicamentos para a insuficiência cardíaca