Muitas pessoas com insuficiência cardíaca têm muitas dúvidas relativamente ao que sentem depois do diagnóstico e ao impacto que a doença poderá ter nas suas vidas. Este website fornece informações e sugestões sobre como viver com insuficiência cardíaca, lidar com as emoções e relacionamentos. Contudo, poderá considerar mais útil falar sobre estes sentimentos com um profissional de cuidados de saúde.

Desde que tive o diagnóstico de insuficiência cardíaca sinto-me deprimido. Que tipo de ajuda está disponível?

A depressão e a ansiedade são muito comuns em pessoas com diagnóstico recente de insuficiência cardíaca. No entanto, se estes estados emocionais persistirem, falar com o seu médico poderá ajudar. O seu médico poderá recomendar-lhe acompanhamento psicológico, para o ajudar a aceitar o diagnóstico e a adaptar o seu estilo de vida, conforme necessário. Poderá ser necessário ajustar os seus medicamentos.

Posso continuar a ter relações sexuais?

Do mesmo modo que deve evitar atividades mais intensas, agora que lhe foi diagnosticada insuficiência cardíaca, poderá ter de fazer algumas mudanças na sua atividade sexual. Geralmente, isto não significa que tem de deixar de ter relações sexuais, mas o seu médico/enfermeiro poderá aconselhá-lo sobre o nível de atividade sexual que mais se adequa ao seu caso. Também pode não se sentir tão interessado em sexo, mas isto pode dever-se à ansiedade ou depressão causadas pela insuficiência cardíaca. Certifique-se de que fala sobre estas questões com o seu médico ou enfermeiro. Se estiver com dificuldades em conseguir uma ereção, pode dever-se aos medicamentos que está a tomar. Não se sinta envergonhado ao falar sobre isto com o seu médico. Existem medicamentos eficazes para este problema.