A insuficiência cardíaca é diferente de doente para doente, as partes do coração afetadas e os sintomas podem variar bastante. Por este motivo, o seu médico pode utilizar termos diferentes para descrever a sua insuficiência cardíaca.

Os dois principais tipos de insuficiência cardíaca são a insuficiência cardíaca crónica e a insuficiência cardíaca aguda.

A insuficiência cardíaca crónica é mais comum e os sintomas aparecem lentamente e agravam-se gradualmente.

A insuficiência cardíaca aguda desenvolve-se repentinamente e os sintomas são graves inicialmente. Normalmente a insuficiência cardíaca aguda segue-se a um ataque cardíaco/enfarte do miocárdio que causou lesões numa área do coração ou, mais frequentemente, é causada por uma incapacidade súbita do corpo em compensar a insuficiência cardíaca crónica.

Se desenvolver insuficiência cardíaca aguda, pode ser grave inicialmente mas tem uma duração curta e melhora rapidamente. Geralmente, requer terapêutica e administração de medicação por injeção (intravenosa).

Existe outro tipo de insuficiência cardíaca: Insuficiência cardíaca do ventrículo direito.

Normalmente, a insuficiência cardíaca é o resultado de lesões na câmara de bombeamento principal, o ventrículo esquerdo, que fornece sangue ao corpo. Isto pode dever-se a lesões musculares, tais como um ataque cardíaco/enfarte do miocárdio ou lesões nas válvulas do lado esquerdo do coração.

Isto provoca congestão nos pulmões e falta de ar.

Por vezes, a insuficiência cardíaca afeta principalmente o ventrículo direito, que bombeia sangue para os pulmões. Isto pode dever-se a lesões musculares, tais como um ataque cardíaco/enfarte do miocárdio localizado no ventrículo direito ou lesões nas válvulas do lado direito do coração.

Estas lesões podem causar congestão no fígado, nos intestinos e acumulação de líquidos nos membros inferiores. A insuficiência cardíaca de ambos os lados do coração pode ser causada ou agravada por ritmos cardíacos irregulares, tais como fibrilhação auricular, que consiste geralmente numa frequência cardíaca rápida e irregular, que impede o correto enchimento dos ventrículos.