A angiografia é um exame que utiliza uma injeção de um líquido de contraste para observar o fluxo sanguíneo nas artérias que fornecem sangue ao músculo cardíaco (artérias coronárias). Também pode fornecer informações sobre as pressões e função ventricular.

O procedimento é realizado numa sala de radiologia e demora entre 20 minutos e 1 hora, consoante o que for encontrado.

Uma equipa de profissionais de saúde está envolvida no procedimento, incluindo um médico, enfermeiro, técnico e radiologista.

É colocado um cateter numa veia ou artéria, na virilha ou no braço. Ser-lhe-á administrado um anestésico local, para não sentir o procedimento. A radiografia é utilizada para ajudar a direcionar o cateter através dos vasos sanguíneos até à posição correta no coração. Não sentirá o movimento do cateter e pode optar por assistir a um vídeo do procedimento no ecrã.

Depois de posicionado, é medida a pressão arterial na extremidade do cateter. Em seguida, é injetado um contraste pelo cateter e são captadas várias imagens radiológicas.

Quando o exame termina o cateter é removido e um enfermeiro fará o penso.

Após o exame terá de descansar várias horas e irá sentir-se cansado durante algum tempo. Poderá sentir dor no local de inserção do cateter e pode ocorrer um pequeno sangramento ou inchaço na área circundante, mas desaparecerá após alguns dias.

A angiografia fornece informações vitais sobre as pressões no interior do coração, sobre o funcionamento do coração e sobre o fluxo sanguíneo nas artérias coronárias. Este exame também permite ao cardiologista avaliar se as suas válvulas funcionam incorretamente.

Também pode localizar estreitamentos nas artérias que fornecem sangue ao músculo cardíaco e determinar a gravidade dos mesmos.

Os resultados de uma angiografia permitem fundamentar decisões sobre possíveis intervenções ou cirurgia.

Voltar à secção Exames comuns para detetar insuficiência cardíaca