Por que motivo é feito?

A acumulação de colesterol e gorduras (referido como placa), ou grandes coágulos sanguíneos, podem causar o estreitamento ou a obstrução das artérias. Isto pode fazer com que o músculo cardíaco tenha muita falta de oxigénio, porque o fluxo sanguíneo está significativamente reduzido. A intervenção coronária percutânea (ICP) pretende restabelecer o fornecimento de sangue ao coração, desobstruindo as artérias estreitadas que podem estar a causar a sua insuficiência cardíaca. É menos invasivo que a cirurgia. A ICP, em conjunto com a colocação de stent, demonstrou ser um sucesso em muitos casos.

O que implica?

Um tubo oco (cateter) fino e flexível, com um pequeno balão insuflável na ponta é avançado através de uma artéria, pela virilha ou braço, em direção ao coração e com visualização por raios X. Depois de alcançar a secção estreitada ou obstruída, o balão é insuflado para dilatar ligeiramente a artéria e restabelecer o fluxo sanguíneo.

Todos os doentes têm de tomar antitrombóticos após o procedimento para prevenir a formação de coágulos.

Perguntas a fazer ao seu médico:

  • Quais são os riscos associados ao procedimento?
  • Tenho de ficar internado no hospital?
  • Tenho de fazer alguma preparação para o procedimento?
  • Vou precisar de uma anestesia geral ou local?
  • Após o procedimento terei de tomar mais medicamentos?
  • Vai ser colocado um stent durante o procedimento de ICP?

Voltar à secção Outros procedimentos